Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudo revela que 31,5% das doentes operadas a cancro da mama sofrem de dor neuropática

Lusa

  • 333

Porto, 20 mar (Lusa) - Os resultados preliminares de um estudo sobre as complicações neurológicas do cancro da mama, realizado no IPO-Porto, apontam para que 31,5% das doentes operadas a este tumor sofrem de dor neuropática.

Segundo a neurologista Susana Pereira, coordenadora da investigação, "este estudo vem demonstrar que a dor neuropática parece ser uma consequência frequente do tratamento do cancro da mama. Os determinantes desta dor estão a ser avaliados".

A dor neuropática é um tipo de dor crónica resultante de uma lesão nos nervos ou numa região do sistema nervoso central que transmite sinais de dor, designadamente a espinal-medula e o cérebro.