Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudantes de Coimbra exigem que Universidade "congele" valor das propinas

Lusa

  • 333

Coimbra, 27 mai (Lusa) - A Associação Académica de Coimbra (AAC) e os estudantes senadores com assento no Conselho Geral (CG) da Universidade, que hoje se realiza, exigem que a instituição congele o valor das propinas.

Num documento a que a agência Lusa teve acesso, a ser entregue na reunião de hoje aos restantes conselheiros, a AAC sustenta que os estudantes universitários pagam "cada vez mais" para terem direito "a cada vez menos", aludindo ao aumento de propinas e taxas pagas pelos alunos, mas também à diminuição de bolsas concedidas, na última década.

"Não podemos aceitar este aumento das propinas e consideramos que é altura de, uma vez por todas, a Universidade de Coimbra se colocar ao lado daqueles que estão sempre na linha da frente na defesa da instituição e de se comprometer com o congelamento das propinas cobradas aos seus estudantes", lê-se no documento assinado por Ricardo Morgado, presidente da Direção-Geral da AAC.