Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudantes africanos receiam que crise reduza intercâmbio com Portugal

Lusa

  • 333

Bragança, 12 abr (Lusa) -- A Associação de Estudantes Africanos de Bragança denunciou hoje que a crise está a gerar cortes nos apoios ao intercâmbio e pode levar à diminuição do número de jovens dos países lusófonos que preferem estudar em Portugal.

Óscar Monteiro, da direção da Associação de Estudantes Africanos do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), afirmou à Lusa que há casos de "desistência de alguns alunos", principalmente nas grandes cidades. Noutros casos, como o que aconteceu recentemente na Régua, em Trás-os-Montes, há estudantes que viajaram com a promessa de uma bolsa e acabaram a "passar fome e expulsos, por não terem dinheiro para a renda", relatou.

Estes problemas vão ser discutidos, em Bragança, durante o fim de semana, na primeira Conferência de Dirigentes Associativos das Associações de Estudantes Cabo-verdianos em Portugal, em que são esperados representantes de nove cidades portuguesas.