Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Estão a ser exigidos sacrifícios muito pesados aos portugueses" - Cavaco Silva

Lusa

  • 333

Estrasburgo, França, 12 jun (Lusa) -- O Presidente da República afirmou hoje, em Estrasburgo, que estão a ser exigidos aos portugueses "sacrifícios muito pesados", referindo que a "dureza" da recessão manifesta-se há 10 trimestres consecutivos e que o desemprego atingiu níveis "socialmente inaceitáveis".

"Estão a ser exigidos sacrifícios muito pesados aos portugueses, que têm manifestado um admirável sentido de responsabilidade, reforçando laços de solidariedade e de entreajuda que permitem minorar algumas das situações mais dramáticas", afirmou Aníbal Cavaco Silva, no plenário do Parlamento Europeu.

O chefe de Estado disse que, em Portugal, "a dureza da recessão manifesta-se há 10 trimestres consecutivos", a taxa de desemprego "atingiu 17,7%, sendo o desemprego jovem de 42%", e existe "um preocupante aumento do risco de pobreza".