Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estância termal de Amarante será explorada diretamente pelo município

Lusa

  • 333

Amarante, 13 jun (Lusa) - A futura estância termal de Amarante, orçada em cerca 2,1 milhões de euros, vai ser explorada diretamente pelo município, a partir do próximo mandato, adiantou hoje à Lusa o presidente do município, Armindo Abreu.

Segundo o autarca, a ideia inicial do projeto, designado Caldas das Murtas, passava por uma parceria público-privada, com agentes ligados à saúde, nomeadamente a Misericórdia local, e à hotelaria, mas as recentes alterações na legislação obrigaram o município a abandonar aquela solução.

Armindo Abreu explicou que a novo regime legal do setor empresarial municipal obriga as câmaras a lançar concurso público para encontrar os parceiros, caminho com o qual Amarante não concorda.