Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estaleiros do Mondego otimistas na recuperação da actividade naval

Lusa

  • 333

Figueira da Foz, 14 set (Lusa) - Os responsáveis dos Estaleiros Navais do Mondego (ENM) estão otimistas na recuperação da atividade naval na Figueira da Foz, embora após um ano de concessão ainda não tenham iniciado a recuperação ou construção de navios.

"Não só estou otimista, como o otimismo está reforçado em função das circunstâncias. Estabilizámos a nossa situação em termos de estaleiro, de corpo acionista e de recursos financeiros", disse à agência Lusa Joaquim Peres, administrador dos ENM.

Recentemente, dois novos investidores entraram no capital dos estaleiros: o sócio maioritário, com 46,67%, é uma empresa ligada a Rui Alegre - o empresário que, recentemente, adquiriu quatro navios de cruzeiro portugueses que estavam arrestados em portos europeus, incluindo o paquete Funchal - enquanto a First Link, de João Moita, detém 33,33% dos ENM.