Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estado da Nação: Portas pede à "oposição democrática" mais realismo e menos negativismo

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 jul (Lusa) - O ministro Paulo Portas pediu hoje ao PS mais realismo e menos pessimismo, advertindo que a atual conjuntura não recomenda guinadas radicais nem hesitações quando o país está agora mais distante do "precipício" da insolvência.

Estas posições do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros foram transmitidas no encerramento do debate sobre o 'estado da Nação', na Assembleia da República, num discurso que durou cerca de 15 minutos.

Na sua intervenção, sem nunca citar os nomes das forças políticas da oposição, Paulo Portas separou a extrema-esquerda parlamentar dos partidos "que nem sequer aceitaram falar com os credores", o Bloco de Esquerda e o PCP, da "oposição democrática", o PS. E foi aos socialistas que dirigiu parte substancial do seu discurso.