Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Especialista diz que 'swap' são legítimos mas que implicam sempre perdas

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 abr (Lusa) -- O advogado especialista na área financeira e bancária Hugo Rosa Ferreira explicou hoje à Lusa que contratos de swap, como os feitos entre empresas públicas de transportes e bancos, são instrumentos legítimos e frequentes, embora tenham riscos elevados.

Estes contratos de cobertura de risco no financiamento implicam sempre, segundo adiantou o advogado, perdas para uma das partes, já que consistem em fixar uma taxa de juro a pagar por um empréstimo com a obrigação de uma das partes pagar a diferença entre a taxa fixa e a variável.

"Os swaps estão sempre associados a um empréstimo, que têm, normalmente, uma taxa de juro variável indexada, por exemplo, à Euribor", afirmou.