Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha não apoiou novo presidente do Eurogrupo porque está "sub-representada" na UE - ministro

Lusa

  • 333

Bruxelas, 22 jan (Lusa) -- Espanha não apoiou a eleição do holandês Jeroen Dijsselbloem para a presidência do Eurogrupo porque "está sub-representada nas instituições comunitárias", disse hoje, em Bruxelas, o ministro espanhol da Economia, Luis De Guindos.

O que fez Espanha na reunião de segunda-feira do Eurogrupo, durante a qual foi eleito o novo presidente, "foi não votar, não apoiar a nomeação" de Dijsselbloem, explicou o ministro à chegada à reunião dos ministros das Finanças da União Europeia (UE).

Luis De Guindos disse que Dijsselbloem lhe parece uma "pessoa correta" e acrescentou que, agora que o holandês foi eleito presidente do Eurogrupo, Espanha "vai cooperar de forma próxima".