Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: Ministro alemão diz que ajuda direta à banca não vai acontecer em 2012

Lusa

  • 333

Madrid 08 jul (Lusa) -- O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, considera que a ajuda direta à banca espanhola não poderá acontecer em 2012, porque antes é necessário criar um supervisor bancário comum, organismo que não vai entrar em funcionamento este ano.

Numa entrevista ao jornal El País, Schäuble assegurou que os que pensam que as ajudas à banca supõem uma "carga adicional" equivocam-se e explica que Espanha, como Estado, não necessita de crédito e que quem precisa são as entidades financeiras devido à crise imobiliária.

Na sua opinião, Espanha vai superar o período recessivo e quando a recapitalização estiver completa e as reformas continuarem a dar frutos, irão "reduzir-se as tensões nos mercados".