Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: Jerónimo de Sousa diz que ajuda à banca é mesmo que "regar o deserto"

Lusa

  • 333

Crato, Portalegre, 10 jun (Lusa) -- O secretário-geral do PCP defendeu hoje que a ajuda europeia ao setor da banca equivale ao mesmo de "agarrar num jarro de água e ir regar o deserto" e reflete o estado de "crise" do capitalismo.

"Por mais que injetem dinheiro na banca, tendo em conta as quantidades de lixo tóxico que continuam a ter, e isto é a ponta do iceberg, creio que é a mesma coisa que agarrar num jarro de água e ir regar o deserto", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder comunista, que falava aos jornalistas no Crato (Portalegre) à margem da IX Assembleia da Organização Regional de Portalegre do PCP, reagia ao acordo de ajuda europeia de até 100 mil milhões de euros à banca espanhola.