Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Erik Zabel, recordista de camisolas verdes do Tour, admite recurso a doping

Lusa

  • 333

Redação, 28 jul (Lusa) -- O antigo ciclista alemão Erik Zabel, recordista de vitórias no prémio da regularidade da Volta a França, reconheceu hoje ter-se dopado, recorrendo à EPO entre 1996 e 2004, numa entrevista ao jornal alemão Süddeutsche Zeitung.

"EPO, cortisona e depois até a dopagem sanguínea. Tudo isso é realmente demasiado", admitiu o sprinter que conquistou seis camisolas verdes na Volta a França de forma consecutiva a partir de 1996.

Zabel, que há alguns anos assumiu-se ter-se dopado apenas durante uma semana em 1996, abriu o livro, dizendo que começou a dopar-se voluntariamente em 1996 com EPO e que, à medida que os testes foram sendo aperfeiçoados, optou por transfusões sanguíneas.