Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Equipas de resgate japonesas continuam à procura de sobreviventes da passagem do tufão "Wipha"

Lusa

  • 333

Tóquio, 17 out (Lusa) -- As equipas de resgate japonesas continuam os trabalhos de busca na ilha de Izu Oshima, situada a 120 quilómetros de Tóquio e que foi a zona mais afetada pela passagem do tufão "Wipha", foi anunciado.

Apesar da tempestade ter passado muito perto da costa japonesa, os fortes ventos e a chuva intensa de um tufão classificado como mais intenso dos últimos 10 anos, provocaram deslizamentos de terras que soterraram várias casas em Izu Oshima.

Com pelo menos 18 mortos confirmados -- 17 dos quais em Oshima -- as equipas de socorro procuram ainda 39 pessoas que estão dadas como desaparecidas e tentam encontrar sobreviventes entre os escombros de edifícios destruídos pela lama.