Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Equador convoca embaixadores na Europa após incidente com avião de Morales

Lusa

  • 333

Quito, 16 jul (Lusa) -- O ministro dos Negócios Estrangeiros equatoriano, Ricardo Patiño, disse hoje que chamou para consulta os embaixadores do Equador em Espanha, França, Portugal e Itália, depois de o avião do Presidente boliviano ter sido impedido de sobrevoar vários países europeus.

No regresso à Bolívia a partir da Rússia, há duas semanas, o Presidente boliviano Evo Morales teve de ficar mais de 13 horas em Viena, porque a Itália, França e Portugal revogaram a autorização para sobrevoar ou aterrar nos respetivos territórios sob a suspeita de que o ex-consultor da Agência de Segurança Nacional norte-americana Edward Snowden estaria a bordo do avião presidencial, segundo denunciaram as autoridades bolivianas.

Os protestos bolivianos incluem também a Espanha porque Alberto Carnero, embaixador na Áustria, país onde Morales teve de passar mais de meio dia à espera de seguir viagem, quis inspecionar o seu avião para verificar se Snowden estava a bordo, segundo o Presidente boliviano.