Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Entidades do Alentejo lançam petição e admitem nova marcha lenta para exigir requalificação dos IP2 e IP8

Lusa

  • 333

Beja, 20 nov (Lusa) - Três entidades do Alentejo anunciaram hoje que vão lançar uma petição para exigir a requalificação dos IP2 e IP8 e admitem realizar uma nova marcha lenta caso não obtenham uma "resposta clara" do Governo até final deste ano.

O lançamento da petição foi uma das iniciativas decididas pelos presidentes da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), da Turismo do Alentejo e da Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral (NERBE/AEBAL).

As entidades representam um conjunto de 22 instituições do Baixo Alentejo e do Alentejo Litoral, que exigem a qualificação do Itinerário Principal (IP)2, entre São Manços e Castro Verde, e do IP8, neste caso aproveitando os investimentos feitos na construção dos lanços da A26 entre Santa Margarida do Sado e Beja, que foram suspensos.