Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ENI vende 20% da exploração de gás em Moçambique a chineses por 3,2 mil milhões

Lusa

  • 333

Milão, 14 mar (Lusa) - O grupo italiano ENI anunciou hoje ter vendido uma participação de 20% aos chineses da CNPC da sua exploração de gás natural em Moçambique, na qual a Galp é parceira com 10%, por 3,2 mil milhões de euros.

A petrolífera italiana referiu em comunicado que "a entrada do CNPC em Área 4 [zona de exploração em Moçambique] é estrategicamente importante para um projeto de relevância mundial, esperando que o novo parceiro vá dar um impulso a montante e a jusante".

Após a operação, a ENI vai passar a deter 50% da área 4 da Bacia do Rovuma, a CNPC com 20% e os restantes 30% são repartidos em partes iguais pela Galp, Empresa Nacional de Hidrocarbonetos de Moçambique e KOGAS.