Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Enfermeiros manifestam-se no Porto e exigem fim da precaridade

Lusa

  • 333

Porto, 05 fev (Lusa) -- Mais de uma centena de enfermeiros contratados manifestou-se hoje junto à sede da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, no Porto, e entregaram uma moção exigindo o fim do trabalho precário e a conclusão do concurso de 2010.

Em 2010, a ARS Norte abriu um concurso para 566 postos de trabalho que permitiria a regularização da situação dos enfermeiros, informa a moção do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) entregue na ARS do Norte, a que a Lusa teve acesso.

"A ARS Norte abriu um concurso que permitia estabilizar todos estes enfermeiros e não dá andamento a este [mesmo] concurso por questões meramente jurídicas", explicou o dirigente sindical Pedro Frias, referindo que os que ficarem de fora das vagas vão ser "despedidos".