Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Enfermeiros contestam reaproveitamento de dispositivos de utilização única

Lusa

  • 333

Porto, 07 jun (Lusa) -- A Associação dos Enfermeiros de Sala de Operações Portugueses contesta o reaproveitamento de dispositivos médicos cirúrgicos de utilização única, aprovada pelo ministério da Saúde, que a associação considera um "atentado".

A 30 de maio, o Ministério da Saúde fez publicar em Diário da República um despacho sobre os dispositivos médicos de uso único reprocessados, "com o objetivo de estabelecer as condições de adequada segurança que permitam alcançar poupanças indispensáveis para continuar a disponibilizar terapias e tecnologias inovadoras", refere o documento.

Segundo pode ler-se no despacho, assinado pelo secretário de Estado da Saúde, "a decisão sobre a utilização de dispositivos médicos de uso único reprocessados deve avaliar o custo-efetividade dessa prática, quando realizada em condições adequadas de qualidade e segurança, bem como ter em conta os custos diretos e indiretos e o seu impacto ambiental".