Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresas públicas perdem mais de 180 milhões em três meses com os 'swaps' - DGTF

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 abr (Lusa) - As perdas potenciais das empresas públicas com instrumentos financeiros como os chamados 'swaps' agravaram-se em 183,2 milhões de euros nos últimos três meses de 2012, para 2.840 milhões, segundo as Finanças.

O boletim informativo sobre o setor empresarial do Estado relativo ao quarto e último trimestre do ano passado da direção geral do Tesouro e Finanças (DGTF), publicado hoje, indica que no final de 2012 as perdas potenciais das empresas públicas neste tipo de instrumento financeiro se situava nos 2.840 milhões de euros quando no terceiro trimestre fechou com 2.631 milhões de euros, resultando num agravamento de 183,2 milhões de euros.

Este valor deveu-se sobretudo ao desempenho dos contratos dos dois metros, o de Lisboa e do Porto. Enquanto as perdas potenciais no Metro de Lisboa aumentaram 109,2 milhões de um trimestre para o outro, situando-se nos 1.240 milhões de euros, as perdas potenciais do Metro do Porto agravaram 57,2 milhões de euros passando para 889,6 milhões de euros. A DGTF indica que as duas empresas representam "cerca de 90% da variação total ocorrida no quatro trimestre".