Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresário lusodescendente em França diz que falta formação à mão-de-obra portuguesa

Lusa

  • 333

Paris, 13 out (Lusa) -- O lusodescendente Joël Amaro, diretor de uma empresa de design e construção de espaços de escritório em França, disse à Lusa que "a relação qualidade/preço" da mão-de-obra portuguesa neste setor se destaca no mercado, mas considerou que lhe falta formação.

Este engenheiro civil, de 34 anos, chegou a França, com os pais, ainda pequeno. Conta que a relação comercial com Portugal "não foi ocasional", foi antes "pensada durante anos e anos", porque guardou sempre "a ligação" com o país onde nasceu.

A empresa que abriu há dois anos tem hoje um volume de negócios de 2,5 milhões de euros, e tem em carteira grande parte das empresas francesas cotadas em bolsa.