Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresário condenado a quatro anos de prisão em escândalo ligado ao jogo

Lusa

  • 333

Tóquio, 10 out (Lusa) -- O ex-presidente da japonesa Daio Paper Mototaka Ikawa, de 48 anos, foi hoje condenado a quatro anos de prisão depois de ter perdido milhões de ienes da empresa nos casinos de Macau e Singapura.

O tribunal do distrito de Tóquio considerou que Ikawa abusou da sua posição na empresa fundada pelo seu avô ao ordenar empresas subsidiárias a fornecerem-lhe fundos, tendo sido acusado de ter roubado, pelo menos, 5,5 mil milhões de ienes (55 milhões de euros), segundo a agência noticiosa Jiji.

A defesa do empresário, detido em novembro, já recorreu da decisão judicial.