Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresa justifica dívida fiscal por aguardar transmissão de propriedade pela Câmara de Viana do Castelo

Lusa

  • 333

Viana do Castelo, 03 out (Lusa) - A empresa Painhas Parques justificou hoje as dívidas fiscais de um dos parques subterrâneos que explora em Viana do Castelo com o facto de a Câmara ainda não ter transmitido, como previsto desde 2006, a propriedade desses imóveis.

Esta posição surge na sequência de noticias sobre a aprovação, pela Câmara de Viana do Castelo, em reunião pública realizada a 01 de outubro, do pedido da Painhas Parques, que pretende apresentar a licença atribuída pela mesma autarquia, para gestão por 30 anos de outros dois parques, como garantia de dívidas fiscais.

Segundo consta da proposta tornada pública pela autarquia e aprovada, em reunião ordinária, com os votos favoráveis da maioria PS e do vereador do CDS e a abstenção dos três eleitos do PSD, tratam-se de dívidas da empresa à Administração Tributária e Aduaneira relativas a IMT, IRC e IVA, "decorrentes" da exploração do parque de estacionamento da Praça da Liberdade e dos seus espaços comerciais.