Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Emitir dívida a 10 anos daria sinal sobre crescimento de Portugal -- Faria de Oliveira

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 jan (Lusa) - O presidente da Associação Portuguesa de Bancos considerou hoje que emitir dívida a 10 anos significaria que Portugal está no "bom caminho" e que a economia pode fazer a transação para o crescimento, mas não seria ainda uma normalização do financiamento.

"A [emissão a] cinco anos foi um ensaio bem-sucedido, de extrema importância. Deverá ser devidamente ponderada e analisada a oportunidade de emitir dívida a 10 anos", disse hoje Faria de Oliveira, à margem da entrega dos prémios pela bolsa portuguesa (Nyse Euronext Lisboa), que decorre em Lisboa.

Sem adiantar quando considera que essa emissão poderá acontecer, já que só o Governo e o tesouro português poderão dizê-lo, o presidente da associação que representa os principais bancos a operar em Portugal acrescentou que tal seria um sinal de que há "uma clara aceitação dos mercados de que Portugal está no bom caminho", e sobretudo, uma oportunidade para a economia voltar a crescer.