Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Em pleno Sahara, o campo de gás de Tiguentourine é o cenário do sequestro na Argélia

Lusa

  • 333

Paris, 17 fev (Lusa) -- O campo de gás de Tiguentourine, onde estavam sequestrados desde quarta-feira várias dezenas de argelinos e ocidentais, é um local muito isolado que é explorado desde 2006 por empresas do Reino Unido, Noruega e Argélia.

Pelo menos 34 reféns morreram depois de o exército argelino ter bombardeado o local, tomado de assalto na quarta-feira por um grupo islamita armado com ligações à rede terrorista Al-Qaida, segundo uma fonte do grupo terrorista citada por uma agência da Mauritânia.

A mesma fonte indicou que 14 raptores também morreram durante a operação militar e que sete estrangeiros sobreviveram ao ataque.