Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Em 2012 morreram 33 trabalhadores no setor da construção, menos cinco do que em 2011

Lusa

  • 333

Porto, 20 dez (Lusa) -- Em 2012 morreram 33 trabalhadores da construção civil, menos cinco do que em 2011, anunciou hoje o presidente do Sindicato da Construção Civil de Portugal, referindo que sete trabalhadores foram "mortos" por incumprimento de regras de segurança.

Em conferência de imprensa realizada hoje no Porto para apresentar o balanço da campanha 2012 alusiva à Higiene, Saúde e Segurança no setor da construção, Albano Ribeiro anunciou que "morreram 26 trabalhadores" no setor da construção e que foram "mortos mais sete" por falta de segurança em algumas empresas.

"É preocupante o desinvestimento que se está a verificar em muitas empresas do setor da construção, no que diz respeito aos meios de proteção quer individuais, quer coletivos, o que pode levar a que no próximo ano se verifique um grande aumento de acidentes mortais no setor", alertou.