Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Egito: Dissolução do parlamento deve ser referendada - Irmandade Muçulmana

Lusa

  • 333

Cairo, 16 jun (Lusa) -- A Irmandade Muçulmana acusou hoje os militares de tentarem monopolizar o poder no Egito através da dissolução do parlamento dominado pelos partidos islâmicos e pediu que a decisão seja objeto de um referendo.

"Constantes ameaças de dissolver o parlamento, eleito pela vontade de 30 milhões de egípcios, confirmam o desejo do Conselho Militar de monopolizar o poder", refere uma declaração do braço político da confraria.

"Dissolver um parlamento eleito deve ser alvo de um referendo justo", adianta.