Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Egito: Decisão do tribunal constitucional é "golpe de Estado" - Dirigente islamita

Lusa

  • 333

Cairo, 14 jun (Lusa) - A Irmandade Muçulmana considerou hoje "um golpe de Estado" a decisão do tribunal constitucional de considerar o atual Parlamento, dominado pelos islamitas, inconstitucional e a sua composição ilegítima.

A decisão do tribunal é "um golpe de Estado através do qual o Conselho Militar quer apagar o período mais honroso da história da nossa pátria", disse Mohammed Beltagui, dirigente da Irmandade na página da confraria no Facebook.

Segundo este deputado e dirigente do Partido da Liberdade e Justiça, braço político da confraria, este "golpe de Estado começou com a absolvição de altos responsáveis pela segurança" julgados com o ex-presidente Hosni Mubarak.