Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Educação: Politécnico da Guarda admite fechar nas férias e dispensar funcionários devido a cortes orçamentais

Lusa

  • 333

Guarda, 03 nov (Lusa) - O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) planeia enfrentar os cortes orçamentais previstos para 2013 reduzindo as despesas correntes, fechando escolas em determinados períodos e dispensando funcionários com contratos a termo certo, admitiu hoje o seu presidente.

Segundo Constantino Rei, a manter-se o corte adicional de 8,5 por cento no orçamento para 2013, previsto no Orçamento do Estado (OE), a instituição vai ter que "poupar ainda mais" e "cortar naquilo que ainda é possível cortar, que já é muito pouco".

No próximo ano também está previsto o aumento da despesa com descontos para a Caixa Geral de Aposentações, de 15 para 20 por cento, que no caso do IPG "representa mais de 500 mil euros".