Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Educação: Associação Laica contra privilégio dos professores de religião e moral católica

Lusa

Lisboa, 30 Jun (Lusa) - A Associação República e Laicidade (ARL) manifestou-se hoje contra o que considera uma situação de privilégio dos professores de religião e moral, que entram nas escolas por nomeação da Igreja, sem concurso público, e podem leccionar outras disciplinas.

Lisboa, 30 Jun (Lusa) - A Associação República e Laicidade (ARL) manifestou-se hoje contra o que considera uma situação de privilégio dos professores de religião e moral, que entram nas escolas por nomeação da Igreja, sem concurso público, e podem leccionar outras disciplinas.

Num comunicado, a Associação "condena a escandalosa cedência do Governo às reivindicações da Comissão Episcopal da Educação Cristã", ao publicar o Despacho Interno N.o 2/SEE/2009 (de 23 de Junho), assinado pelo Secretário de Estado da Educação Valter Lemos.

Na nota, a ARL afirma temer que "o Ministério da Educação, ao permitir que os professores de Educação Moral e Religiosa Católica possam leccionar outras disciplinas ou áreas curriculares não disciplinares, ou ao tolerar que os professores de Educação Moral e Religiosa Católica possam exercer cargos de Direcção de turma ou de gestão, esteja a permitir também que os alunos que escolhem não frequentar a disciplina de Educação Moral e Religiosa sejam expostos a tentativas de proselitismo, ou a tratamentos de desfavor".