Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Catroga: Governo devia ter renegociado memorando "ao fim de um ano"

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 mar (Lusa) -- O Governo deveria ter renegociado o programa de ajustamento com a 'troika' no final do primeiro ano, diz o ex-ministro das Finanças Eduardo Catroga, considerando que as bases em que assenta o memorando estão incorretas.

O antigo ministro de Cavaco Silva defende, em entrevista à Lusa, que esta negociação devia ter sido feita ao fim de 9/12 meses, que o Governo devia ter defendido inicialmente junto da 'troika' que os pressupostos do programa estavam errados para ter capital de queixa e diz ainda que faltou habilidade ao Governo para gerir este processo.

"O momento ideal tinha de ter sido a reavaliação dos pontos fracos e fortes do memorando ao fim de um ano, dando origem a um reajustamento/aperfeiçoamento desse memorando negociado com forças políticas junto da 'troika' e não apenas uma negociação técnica. Esse era o momento em que todos estavam no mesmo barco, ainda antes da questão da Taxa Social Única (TSU)", afirma.