Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Economista Roubini diz que extensão da meta do défice para 4,5% criará mais equlíbrio nos cortes

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 set (Lusa) -- O economista norte-americano Nouriel Roubini sublinhou hoje que se o Governo português conseguir convencer a 'troika' a alargar a meta do défice de 4% para 4,5% no próximo ano, então haverá mais equilíbrio nos cortes a efetuar.

Aquele que ficou conhecido mundialmente como 'Doctor Doom' [Doutor Catástrofe], por ter previsto o colapso da bolha especulativa do mercado imobiliário dos Estados Unidos e a crise económica e financeira de 2008 que se seguiu, está otimista em relação a Portugal.

Roubini traçou dois cenários possíveis para o país, um otimista e outro pessimista, mas é no primeiro que acredita que Portugal se encontra, apesar da existência da "incerteza sobre decisões do Tribunal Constitucional e de sinais de "fadiga da austeridade" de que é exemplo "a crise política do verão".