Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Easyjet sublinha falta de conccorrência no 'handling' em Portugal e na Alemanha

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mai (Lusa) - A Easyjet sublinhou hoje que a falta de concorrência no 'handling' (assistência em terra a passageiros e bagagens) em Portugal e na Alemanha "levaram a custos excessivos" nas contas da empresa.

Segundo o relatório de resultados do primeiro semestre da companhia de baixo custo, nos primeiros seis meses do ano fiscal terminado a 31 de março, a transportadora conseguiu reduzir para quase metade as perdas líquidas, "apesar de difíceis condições de negociação", para 61 milhões de libras (71,8 milhões de euros), ou seja, uma quebra do prejuízo de 45,5% face ao período homólogo.

Ainda assim, a companhia 'low cost' sublinha que "o ambiente regulatório continua a ter um impacto significativo na EasyJet", destacando que nos primeiros seis meses do exercício financeiro verificaram-se "mais aumentos desnecessários das taxas" aeroportuárias com impactos em todas as companhias aéreas.