Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

É altura de o país fazer ouvir a sua voz para um "ajustamento mais suave" -- Rui Vilar

Lusa

  • 333

Funchal, 10 nov (Lusa) -- O antigo presidente da Fundação Calouste Gulbenkian Rui Vilar disse hoje que é altura de o país fazer ouvir a sua voz na Europa para um "ajustamento mais suave" de forma a criar esperança nos portugueses.

"Era altura de, ao mais alto nível na Europa, Portugal fazer ouvir a sua voz e procurar encontrar da parte da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e dos países que, no fundo, com esta governamentalização que trouxe o Tratado de Lisboa comandam, em boa parte, os destinos da Europa, no sentido de ser revisto este quadro", afirmou Rui Vilar, à margem da V Conferência Internacional do Funchal.

O atual administrador não executivo da Gulbenkian e presidente do Conselho Consultivo das Fundações salientou a necessidade de se pensar "num plano projetado a mais anos, que permitisse um ajustamento mais suave e que, ao mesmo tempo, tivesse melhores resultados e, sobretudo, que criasse um quadro de esperança e de confiança para os portugueses".