Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dois inspetores da PJ condenados por tortura a dois anos e meio de prisão, com pena suspensa

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 jan (Lusa) - Dois inspetores-chefes da PJ foram hoje condenados a dois anos e seis meses de prisão, com pena suspensa, por tortura contra o funcionário da CP Virgolino Borges, disse à Lusa o advogado da vítima.

A notícia da condenação dos dois inspetores da Polícia Judiciária foi avançada pela Sic Notícias.

O coletivo de juízes da 3ªa vara criminal de Lisboa condenou pelo de tortura os inspetores-chefe José Diamantino Santos e Vitor Tavares de Almeida e ao pagamento de uma multa de 80 euros/mês pelo mesmo período, indicou à Lusa o advogado Jerónimo Martins.