Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Doenças cardiovasculares já matam menos homens do que o cancro - estudo

Lusa

  • 333

Porto, 11 jun (Lusa) - Um estudo desenvolvido pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) concluiu que as doenças cardiovasculares já matam menos homens do que o cancro, embora continuem a ser responsáveis por um terço dos óbitos em Portugal.

"A taxa de mortalidade associada a doenças cardiovasculares, ajustada para a idade, diminuiu para cerca de metade nos últimos 30 anos, observando-se menos de 200 mortes por 10 mil habitantes, tanto em homens como em mulheres, em 2010", revela a investigação a que a Lusa teve hoje acesso.

Este trabalho, desenvolvido por Marta Pereira, no âmbito do seu projeto de doutoramento, procurou avaliar como variou a mortalidade por doenças cardiovasculares em Portugal.