Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Disponibilidade inequívoca" do PS para consensos ajudará a saída do programa - Aguiar-Branco

Lusa

  • 333

Dubai, Emirados Árabes Unidos, 17 nov (Lusa) -- O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco defendeu hoje que o PS deveria manifestar uma "disponibilidade inequívoca" para consensos em torno da saída do programa de ajustamento português, independentemente de essa convergência vir a ser exigida pelos credores.

Para o governante, que hoje visitou empresas portuguesas que participam no Dubai Air Show -- a maior feira aeronáutica do Médio Oriente, que hoje abriu portas -, "quanto maior for o consenso político e a estabilidade política, menos gravosa será a ida de Portugal aos mercados".

"O interesse nacional está muito para lá de eleições, de lugares (...) e quanto maior for essa perceção que os mercados têm quanto ao consenso e à estabilidade política que existe em Portugal, maior confiança terão em financiar a nossa economia. E, se essa confiança for elevada, menor será a taxa de juro que Portugal terá de pagar por esse financiamento que irá buscar aos mercados", disse.