Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Direitos: "Marcha das Galdérias" junta dezenas pela autodeterminação sexual

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 jul (Lusa) -- Algumas dezenas de pessoas juntaram-se hoje e percorreram as ruas de Lisboa entre o Largo de Camões e o Martim Moniz numa ação contra as violações e pelo direito a cada um vestir o que entender.

A manifestação, chamada "Slutwalk", realiza-se pela segunda vez em Portugal e é motivada pelo facto de em janeiro de 2011 um polícia canadiano ter justificado uma agressão sexual de uma mulher com a forma como ela estava vestida. Esta afirmação causou uma onda de indignação e levou já a manifestações um pouco por todo o mundo.

A ação de hoje, que também se realiza no Porto, arrancou pelas ruas do Chiado debaixo de vários cânticos contra o machismo, a intolerância e as violações, ao mesmo tempo que várias pessoas empunhavam cartazes onde se podiam ler mensagens como "Não é fácil ser fácil", "Não me digam o que vestir, digam aos homens para não violarem" ou "Não é não".