Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dilma considera "fascista" vandalismo em manifestações no Brasil

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 02 nov (Lusa) -- A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, classificou na sexta-feira "fascistas" os atos de vandalismo que ocorrem com frequência nas manifestações dos últimos meses, em cidades por todo o país.

"Condenamos totalmente o uso da violência e, mais do que o uso da violência nessas manifestações, o facto de as pessoas taparem os rostos e destruírem propriedade pública e privada, causando lesões, não mostra a civilização nem a liberdade da democracia, senão a barbárie", disse Dilma Rousseff numa entrevista, sexta-feira a rádios locais.

A Presidente brasileira disse ainda que as autoridades devem conter os protestos e as pessoas que neles participam: "Nós temos que responsabilizar para não deixar a democracia no Brasil ser confundida com este tipo de ação tão violenta e bárbara", afirmou Dilma Rousseff, acrescentando o epíteto de "fascista".