Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dez mil trabalhadores da construção aguardam há dez anos salários e indemnizações -- sindicato

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 jul (Lusa) -- O presidente do Sindicato da Construção de Portugal alertou hoje que cerca de 10 mil trabalhadores de empresas falidas aguardam, há uma década ou mais, o pagamento de 50 milhões de euros referentes a salários em atraso e indemnizações.

Em declarações aos jornalistas depois de uma reunião com a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, Albano Ribeiro explicou que este foi um dos problemas que levaram o sindicato a solicitar este encontro, e considerou "positiva" a reação da ministra.

Segundo o sindicalista, Paula Teixeira da Cruz terá lembrado que, "a partir de setembro, os juízes vão ter um prazo para resolver os processos", de modo a tentar evitar cenários como este, em que processos de falência se arrastam durante anos em tribunal, prejudicando os trabalhadores, e ter-se-á comprometido a "levar a questão ao Conselho Superior da Magistratura, para que lhe seja dada prioridade".