Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Detidos dois ativistas na Venezuela por alegado plano violento para manifestação

Lusa

  • 333

Caracas, 23 nov (Lusa) - O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na sexta-feira que ordenou a detenção de dois alegados ativistas políticos da oposição, que acusa de planearem ações violentas durante manifestações contra o Governo.

"Ordenei capturar duas pessoas, uma do Vontade Popular e outra do Primeiro Justiça. São dois operadores destes grupos que foram detetados num lugar à procura de motociclistas para contratar de modo a que, vestidos de vermelho [cor da revolução], atacassem durante manifestações convocadas por grupos de direita", disse.

Segundo Nicolás Maduro, os ataques teriam lugar durante manifestações convocadas pela oposição venezuelana, em várias zonas do país, em protesto contra a recente aprovação pelo parlamento da Lei Habilitante, que concede poderes especiais ao chefe de Estado para legislar por decreto durante um ano, sem controlo parlamentar, contra a corrupção e a "guerra económica".