Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Detetadas "irregularidades graves" na obra de barragem em Vieira do Minho - ACT

Lusa

  • 333

Vieira do Minho, 12 abr (Lusa) - Trabalhadores a cumprirem 55 horas de trabalho semanais a vários metros de profundidade foi uma das "irregularidades graves" detetadas pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) na obra da barragem da Venda Nova III, em Vieira do Minho.

Em comunicado hoje divulgado, a ACT acrescenta que detetou ainda uma outra irregularidade grave, relacionada com "anomalias" no plano de emergência.

"Durante a própria visita inspetiva, uma trabalhadora desfaleceu numa frente de trabalho de escavação de um túnel, demorando o socorro 45 minutos a chegar ao local do incidente", refere o comunicado.