Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Destino do cão que atacou em Beja menino que morreu aguarda decisão do MP

Lusa

  • 333

Beja, 11 jan (Lusa) - O destino do cão que atacou em Beja um menino, de 18 meses, que morreu, aguarda decisão do Ministério Público, no âmbito do inquérito aberto ao caso, informou hoje fonte do canil onde o animal está apreendido.

Segundo o Canil Gatil Intermunicipal da Resialentejo, situado perto de Beja, um despacho do Ministério Público determinou a "apreensão" do cão, que "deverá continuar recolhido" no canil até que "seja tomada decisão sobre o seu destino" no âmbito do inquérito.

Após um pedido da PSP, na segunda-feira, um dia depois do ataque, o cão, de nove anos e arraçado de pitbull, uma raça considerada potencialmente perigosa, foi recolhido para o canil.