Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Desporto: Vitória de Guimarães - Membros da anterior direção arguidos por crime de abuso de confiança fiscal

Lusa

  • 333

Guimarães, 06 jul (Lusa) - Os membros da anterior direção do Vitória de Guimarães, incluindo o atual presidente, Júlio Mendes, são arguidos num processo-crime por suspeita de abuso de confiança fiscal, revelou hoje à agência Lusa um dos implicados.

Entre maio e junho deste ano, o ex-presidente Emílio Macedo da Silva e os seus vice-presidentes - Paulo Pereira, Luciano Baltar, Alberto Oliveira e Júlio Mendes - foram ouvidos na Direção Geral de Finanças (DGF) de Braga no âmbito de um processo-crime pela suspeita de crime tributário pelo não pagamento de verbas relativas a IRS e IVA, explicou à agência Lusa Luciano Baltar, vice-presidente para a área financeira da direção liderada por Macedo da Silva.

"Fomos todos constituídos arguidos, inclusivamente o atual presidente", disse o vice-presidente entre março de 2010 e agosto de 2011 com o pelouro do património e marketing.