Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Despacho de Vítor Gaspar pode deixar UMinho "sem batatas e sem tomates" - reitor

Lusa

  • 333

Braga, 10 abr (Lusa) - O reitor da Universidade do Minho, António Cunha, classificou hoje de "incompreensível" o despacho do ministro das Finanças que proíbe qualquer nova despesa pública, alertando que a academia pode até ficar sem alfaces, tomates ou batatas.

"Se amanhã quisermos comprar uma folha de papel, não podemos. Se amanhã um nosso docente tiver de fazer uma deslocação ao estrangeiro, não o pode fazer. Se avariar um equipamento de frio na cantina, não podemos contratar uma pessoa para o reparar. Não sei até quando temos contratos de alfaces, de tomates ou batatas", referiu.

Segundo António Cunha, o despacho de Vítor Gaspar deixa "tudo suspenso".