Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Desemprego: UGT diz que medidas para o emprego são tardias e desadequadas

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 jun (Lusa) - A UGT reclamou hoje que o Governo tome medidas para promover o emprego e considerou que as medidas que têm sido postas em prática são tardias, insuficientes ou desadequadas.

"A UGT reclama políticas especialmente viradas para o emprego. Estão a ser tomadas algumas mas são tardias e desadequadas, como é o caso do Programa Vida Ativa, que se traduz num grande desperdicio de dinheiros públicos" disse o secretário-geral da UGT, João Proença, em conferência de imprensa.

O sindicalista, que falava aos jornalistas no final de uma reunião do Secretariado Nacional da UGT, considerou que medidas como a "Iniciativa 2012" e a possibilidade de acumulação do salário com o subsídio de desemprego "são positivas, mas claramente insuficientes".