Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Desemprego na construção ultrapassa em média os 111 mil por mês no 1.º trimestre

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) - O desemprego no setor da construção atingiu um novo máximo histórico nos primeiros três meses do ano ao ultrapassar em média os 111 mil inscritos por mês nos centros de emprego, divulgou hoje a federação do setor FEPICOP.

Segundo a Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas, esta "é a terceira maior quebra homóloga dos últimos 10 anos e meio no número de postos de trabalho" do setor, depois de já em 2012 a construção ter perdido 74 mil trabalhadores.

Os números constam da análise de conjuntura da Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas relativa a maio que considera a situação como o "corolário da profunda crise que assola a construção e que tarda em ser debelada" e "não mostra sinais de inversão".