Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Desemprego é "corolário do colapso da construção civil" - Câmara de Comércio dos Açores

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 09 mai (Lusa) -- A Câmara do Comércio e Indústria dos Açores (CCIA) considerou hoje que a taxa de desemprego na região, nos 17%, constitui "o corolário" do "colapso" da construção civil, setor que perdeu "mais de 10 mil postos de trabalho".

"Não me surpreende muito. Era uma tendência que seria inevitável, porque a seguir ao colapso da construção civil, que perdeu mais de 10 mil postos de trabalho, teria de vir o colapso das indústrias associadas à construção civil e o comércio", afirmou o presidente da CCIA, Mário Fortuna, em declarações aos jornalistas em Ponta Delgada.

Mário Fortuna, que é também presidente da Câmara do Comércio e Industria de Ponta Delgada, reagia aos números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o desemprego, que aumentou entre janeiro e março em todas as regiões, situando-se nos 17,7% a nível nacional e nos 17% nos Açores.