Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Descontaminação na zona de Fukushima vai custar quatro vezes mais do que estimado

Lusa

  • 333

Tóquio. 24 jul (Lusa) -- Os trabalhos de descontaminação da área de Fukushima, epicentro da crise nuclear do Japão, vão custar 5,13 biliões de ienes (cerca de 40,2 mil milhões de euros), um valor quatro vezes superior ao orçamentado pelo Governo, foi hoje revelado.

Na estimativa do grupo de trabalho do Instituto Nacional de Ciências e Tecnologias Avançadas do Japão (AIST), o custo da limpeza por causa do acidente na central de Fukushima alcançará dois biliões de ienes (15,1 mil milhões de euros) na zona de exclusão e mais de três biliões (22,7 mil milhões de euros) na restante área da província afetada.

Depois do tsunami que, em março de 2011, desencadeou a pior crise nuclear desde Chernobyl na central de Fukushima Daiichi, o Governo deu início às operações de limpeza e determinou uma zona de exclusão de 20 quilómetros em torno da central devido aos elevados níveos de radiação, que faz com que dezenas de milhares de pessoas continuem deslocadas.