Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Defesa: Governo reduz 230 efetivos nas Forças Armadas e 'corta' 11 generais

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 ago (Lusa) - As Forças Armadas vão ter de reduzir os seus quadros permanentes em 230 efetivos até dezembro de 2013, eliminando onze postos de oficial-general, que passam de 78 para 67, segundo a reestruturação aprovada hoje em Conselho de Ministros.

O diploma aprovado hoje revoga o decreto-lei de 2009, que fixava em 18.538 os efetivos das Forças Armadas a partir de janeiro de 2013, e estende o prazo até ao final desse ano, mas apontando para um quadro de 18.308 militares nos três ramos (Exército, Marinha e Força Aérea).

O posto de oficial-general é o que sofre o maior corte, de cerca de 14 por cento, passando de 78 generais nos três ramos para 67.