Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Defesa de João Rendeiro recusa abertura da instrução em processo do BPP

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 fev (Lusa) - A defesa de João Rendeiro decidiu hoje não pedir a abertura de instrução do processo em que o ex-presidente do BPP é acusado de burla qualificada, em co-autoria com dois ex-administradores, adiantou à agência Lusa.

O advogado José Miguel Júdice justificou que a acusação ao ex-fundador do Banco Privado Português (BPP) é "matéria que se entende ser sujeita ao contraditório próprio de uma audiência de julgamento e ao crivo do ónus da prova, também próprio dessa fase processual".

"A equipa de advogados da PLMJ", que analisou o despacho de acusação de 11 de fevereiro, tem a "profunda convicção de que não existe matéria que permita um juízo de censura ético-jurídica de condenação, quanto às práticas investigadas".